function anti_sqli($sqli){ $naopode = array('INSERT', 'insert', 'DROP', 'drop', 'SELECT', 'select', "'", ' or ', ' OR ', '--', 'WHERE', 'where'); $sqli = str_replace($naopode, '', $sqli); $sqli = trim($sqli); $sqli = strip_tags($sqli); $sqli = addslashes($sqli); $sqli = mysql_real_escape_string($sqli); return $sqli; }

GERAL - 26/05/2017 - 19:37

Contas de energia terão bandeira tarifária verde para junho, diz Aneel

As contas de energia ficarão mais baratas para os consumidores pois em junho a bandeira tarifária em vigor será a verde, o que não aciona custo. A Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) anunciou que os fatores que contribuíram para o retorno da bandeira verde foram a maior afluência das vazões que chegaram aos reservatórios das hidrelétricas em maio de 2017 e a perspectiva de redução do consumo de energia elétrica. 

Segundo o relatório do PMO (Programa Mensal de Operação) do ONS (Operador Nacional do Sistema), o valor da usina térmica mais cara é de R$ 155,85/MWh, o que indica bandeira verde.

Como funcionam as bandeiras


O sistema de bandeiras tarifárias foi criado em 2015 como forma de recompor os gastos extras com a utilização de energia de usinas termelétricas, que é mais cara do que a de hidrelétricas. A cor da bandeira é impressa na conta de luz (vermelha, amarela ou verde) e indica o custo da energia em função das condições de geração.


Quando chove menos, por exemplo, os reservatórios das hidrelétricas ficam mais vazios e é preciso acionar mais termelétricas para garantir o suprimento de energia no país. Nesse caso, a bandeira fica amarela ou vermelha, de acordo com o custo de operação das termelétricas acionadas.





Fonte: Midiamaxnews